Quem vai pagar a conta da Reforma?

Professores

26/05/2019
Compartilhe

Professores Reforma da Previdência Brasil

Bolsonaro já mostrou que educação não é uma prioridade do seu Governo e, com a reforma da Previdência, os professores serão ainda mais prejudicados. O tempo mínimo de contribuição irá aumentar 10 anos, passará de 15 para 25 anos no caso das professoras da Rede Pública. Os professores que já lidam com baixos salários, difíceis condições de trabalho e falta de valorização vão ter que enfrentar mais esse desafio em suas carreiras.

Os professores também terão dificuldade de obter aposentadoria integral, pois a contribuição exigida é de 40 anos, para ambos os sexos. Para receber a aposentadoria completa, as mulheres teriam que contribuir obrigatoriamente 10 anos a mais para obter o benefício integral.

A mudança na regra do cálculo da aposentadoria também reduz o valor dos benefícios de professores. Hoje são dispensados 20% das menores contribuições. Pela reforma, até essas contribuições, totalizando 100%, serão levadas em conta, o que impacta no valor final da aposentadoria dos docentes.

A PEC da Reforma da Previdência também gerará uma insegurança muito grande para os brasileiros. Com a aprovação, o Governo poderá fazer novas alterações com apenas uma canetada. A Previdência perderá a proteção da Constituição brasileira.

Que reforma é essa Bolsonaro? Participe da campanha. Inscreva-se, compartilhe os conteúdos no WhatsApp e nas redes sociais e converse com amigos e familiares.

Espalhe a verdade

Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe

Você tem algum conteúdo sobre a Reforma?
Envia pra gente.

Pressione um Deputado

Envie agora um e-mail para seu deputado

Cadastre-se

E receba nossos materiais