Quem vai pagar a conta da Reforma?

Pessoas com Deficiência

26/05/2019
Compartilhe

Pessoas com Deficiência

A vida de que tem alguma deficiência já não é fácil e com a reforma da Previdência de Bolsonaro vai ficar ainda pior. O tempo de contribuição pode aumentar de 28 para 35 anos em alguns casos. Na nova regra, também será cortado o benefício da pensão por morte no caso dos pais de deficientes.

O novo cálculo do valor da aposentadoria será feito com base em todas as contribuições de uma pessoa durante a vida. Isso significa que se ela iniciou sua vida profissional contribuindo com menos, ela já não conseguirá receber o valor integral da aposentadoria. Atualmente, as 20% contribuições de menor valor são descartadas, tornando mais justo o benefício.

A PEC da Reforma da Previdência também gerará uma insegurança muito grande para os brasileiros. Com a aprovação, o Governo poderá fazer novas alterações com apenas uma canetada. A Previdência perderá a proteção da Constituição brasileira.

O abono salarial também ficará mais difícil. Atualmente, ele é válido para quem recebe até dois salários. Agora, terão direito apenas aqueles que recebem R$ 1.364,00.

Que reforma é essa Bolsonaro? Participe da campanha. Inscreva-se, compartilhe os conteúdos no WhatsApp e nas redes sociais e converse com amigos e familiares.

Espalhe a verdade

Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe

Você tem algum conteúdo sobre a Reforma?
Envia pra gente.

Pressione um Deputado

Envie agora um e-mail para seu deputado

Cadastre-se

E receba nossos materiais